facebook Cartão de crédito: Seu guia completo para escolher o melhor cartão!
menu
Home  »  Cartões e BenefíciosOfertas e Vantagens   »   Cartão de Crédito: Seu guia completo para escolher o melhor cartão de crédito!
cartao-de-credito

Cartões e Benefícios

Cartão de Crédito: Seu guia completo para escolher o melhor cartão de crédito!

Fique por dentro de todos os benefícios que um cartão de crédito pode oferecer e saiba como escolher o seu.

Compartilhe:

 Publicado: 19 de fevereiro de 2021



Bruno ContentoRevisor:
Bruno Contento
Fabio VieiraAutor:
Fabio Vieira


Cartões e Benefícios

Cartão de Crédito: Seu guia completo para escolher o melhor cartão de crédito!

Fique por dentro de todos os benefícios que um cartão de crédito pode oferecer e saiba como escolher o seu.

Bruno ContentoRevisor:
Bruno Contento
Fabio Vieira Autor:
Fabio Vieira
Compartilhe:

Tags: anuidade , banco , boleto , conta , fatura , fazer , fidelidade , funciona , juros , limite , negativado , pagar



O Conteúdo desta página está atualizado com base na data do post. Porém, algumas ofertas e condições podem ter sido expiradas. Se preferir, acesse nossa página Melhores Cartões de Crédito ou utilize nossa ferramenta de Cartão Ideal, para encontrar facilmente um cartão que se encaixa à sua necessidade atual.



Você entende como funciona um cartão de crédito? Milhas aéreas, parcelamento sem juros, diferença entre cartão de crédito e débito, crédito rotativo e seus riscos?

Parece ser muito, não é? Mas, fique calmo, pois não é tão complicado. Para te ajudar, nós explicaremos tudo aqui. Afinal, é comum não entender certos recursos de cartão de crédito.

Então vamos começar com o básico para os tópicos mais incomuns para trazer a você o maior guia abrangente sobre o assunto. Assim, você saberá como e por que fazer cartão de crédito. Confira!

Leia também!

Melhores cartões de crédito em 2021: confira 13 opções!

Como funciona o cartão de crédito

Os emissores fornecem aos clientes um limite de crédito por meio de cartões de crédito para a compra de bens e serviços. Embora os bancos emitam cartões de crédito, é importante lembrar que nem sempre é preciso abrir uma conta corrente para possuir um cartão de crédito.

Para definir o limite do cartão, o banco realiza uma análise de crédito com base em sua renda e histórico de pagamentos. Ou seja, o valor gasto no cartão de crédito não poderá ultrapassar o valor do seu limite.

Uma vez por mês, você pagará à instituição do cartão de crédito o valor que utilizou nas compras e nas contas, que é a fatura. Você poderá definir a data de vencimento da fatura, de acordo com o fluxo de caixa do seu plano financeiro.

É muito importante saber escolher essa data da melhor forma, assim terá 40 dias para pagar suas taxas de forma gratuita. Isso porque, de modo geral, as faturas são fechadas 10 dias antes da data de vencimento.

Vamos explicar melhor. Se a data de vencimento for no dia 20, sua conta poderá ser encerrada no dia 10 de cada mês. Nesse contexto, se você comprar no dia 9, será cobrado no dia 20 do mês. Mas, se a compra for realizada no dia 11, a cobrança só será realizada no dia 20 do mês seguinte. Mas, para isso, é preciso saber a data de vencimento da fatura.

Afinal, se você não quitar a sua fatura até determinada data, você entrará no chamado crédito rotativo e pagará altas taxas.

Após o pagamento da fatura, o limite do cartão é redefinido de forma automática.

Parcelar compras no cartão de crédito

Os parcelamentos sem juros no cartão de crédito foram utilizados como forma de substituir cheques vencidos no Brasil. Por isso, essa operação é divulgada pelos comerciantes e muito utilizada pelos consumidores.

Apesar de sua popularidade, ainda há muita controvérsia em torno desse tipo de operação. Isso porque a empresa responsável pela gestão do cartão de crédito cobra do lojista uma taxa adicional, que incide sobre cada transação realizada, e a taxa aumenta o valor do produto vendido à vista.

Sendo assim, as compras parceladas funcionam da seguinte maneira: se você parcelar na loja, o parcelamento também afetará o limite do cartão.

Por exemplo, seu computador quebrou e você precisa comprar um novo para trabalhar, a um custo de R$ 2.000,00. Felizmente, em uma dessas lojas, o preço promocional do laptop que você deseja é de R$ 1.500,00 (em até 12x sem juros).

Supondo que o seu cartão de crédito tenha limite de R$ 5.000,00, e você faça essa compra em 12 vezes de R$ 125,00 (total de R$ 1.500,00), seu limite de crédito será de R$ 3.500,00. Isso porque comprar no cartão de crédito parcelado também consome o limite do cartão. Porém, a cada parcela quitada o limite é restabelecido de forma gradativa.

E atenção: o parcelamento oferecido pelas lojas não tem juros, o perigo dos juros do cartão de crédito está no “crédito rotativo”.

Tarifas nos cartões de crédito

Um cartão de crédito é uma ferramenta incrível que pode trazer muitos benefícios para suas finanças. Entretanto, esse meio de pagamento conta com cinco tarifas definidas e reguladas pelo BACEN (Banco Central do Brasil), na Resolução CMN (Comissão Monetária Nacional) 3.919 / 2010. São elas:

Anuidade do cartão de crédito:

A taxa de anuidade do cartão de crédito é cobrada a cada 12 meses, e pode ser parcelada ou única. No entanto, é importante saber que pode haver isenção dessa taxa quando você realiza um gasto mínimo mensal com o cartão. Então, ligue para a central de informações e saiba como evitar essa taxa adicional.

Avaliação de crédito de emergência:

O crédito de emergência é cobrado quando os gastos do cliente excedem o limite disponível do cartão.

Pagamento:

O cartão de crédito é uma forma de pagamento, então pode ser usado para quitar contas de consumo como água, luz, telefone e até boleto de banco. Quando usado para esse tipo de pagamento, o cliente pode pagar as tarifas do cartão de crédito.

Saque por cartão de crédito:

Essa taxa será cobrada quando o cartão for utilizado para o saque de dinheiro nos caixas eletrônicos no Brasil ou no exterior (cartão internacional).

Segunda via:

Essa taxa pode ocorrer quando o cliente perde o cartão e precisa emitir uma nova via.

Além dessas 5 taxas básicas, o banco emissor do cartão pode cobrar taxas por outros serviços solicitados pelo cliente. Por exemplo: envio de mensagens automáticas e outras conveniências na utilização do cartão.

O crédito rotativo

O crédito rotativo nada mais é do que um empréstimo automático da instituição financeira, cobrado nas seguintes circunstâncias:

  • As faturas são parceladas por você;
  • As faturas não são pagas de forma integral.

Em outras palavras, é como um empréstimo de emergência, mas que possui muitos juros. Então, para saber se você tem direito ao crédito rotativo, o banco realiza uma análise de crédito. Ou seja, ele verifica a sua situação financeira e a possibilidade de pagamento do limite pré-aprovado.

É justamente por causa de taxa de juros altas que a utilização do crédito rotativo é permitida por apenas um mês. Após o primeiro mês, os clientes poderão pagar o saldo de forma integral ou tomar um empréstimo do próprio banco, com uma taxa de juros mais baixa para quitar a dívida.

Como uma linha de crédito, o crédito rotativo reduz o seu valor total quando consumido e aumenta quando pago. Então, você pode restabelecer o seu limite de crédito rotativo pagando juros. Ou seja, você deve pagar uma taxa que varia de acordo com o tempo de uso.

No entanto, nenhum dos bancos mencionou que com o cheque especial dessa linha de crédito, a taxa de juros é mais alta e sua dívida pode dobrar. Hoje, com um bom investimento em renda fixa, você pode atingir uma taxa de juros de cerca de 10% ao ano. Quanto ao crédito rotativo, a taxa de juros chega a 300% ao ano.

Cancelar o cartão de crédito

Uma dúvida muito comum é em relação ao cancelamento com parcelas ainda a vencer. Sim, é possível realizar um pré-cancelamento, no qual você ficará na obrigação de pagar as parcelas. Porém, não haverá mais cobranças de tarifas pelo cartão.

Sendo assim, o cartão pode ser cancelado a qualquer momento através da central de atendimento (0800). No entanto, é importante solicitar o acordo de cancelamento do banco.

Com esse acordo, você pode provar que o cartão foi cancelado, caso uma taxa seja cobrada após a solicitação do cancelamento.

E como escolher o meu cartão de crédito?

Qual cartão de crédito devo escolher? O que deve ser prestado atenção? Como posso aproveitar ao máximo o meu cartão? Como funciona o cartão? O que devo fazer para acumular pontos?

Todos os problemas acima são comuns. No entanto, na maioria dos casos, não é fácil encontrar a resposta. Afinal, a falta de informações sobre os cartões de crédito e educação financeira podem afetar na hora da escolha.

Você já se perguntou se existe um guia para reunir todas as informações de cartão de crédito em um só lugar? Confira abaixo:

  1. O que levar em consideração para escolher seu cartão de crédito?
  2. Como utilizar o cartão de crédito para seu benefício?
  3. Como usar o limite do cartão de crédito?
  4. Quais são os tipos de cartão de crédito?
  5. Quais são as vantagens dos cartões de crédito?
  6. Cartão de crédito Black, Gold ou Platinum?

1. O que levar em consideração para escolher seu cartão de crédito?

A primeira coisa a levar em consideração, é que não tem um cartão de crédito que seja ideal para todo mundo. Isso porque a escolha do cartão depende do perfil de cada usuário. Algumas pessoas priorizam o valor da anuidade, outras desejam obter o máximo dos benefícios, outras pensam em ganhar milhas e assim por diante.

Em outras palavras, você precisa avaliar os pontos mais importantes ao usar um cartão de crédito e, a partir daí, procurar um cartão que atenda às suas necessidades.

Por esse motivo, é eficaz saber ao certo quais pontos diferentes podem ser priorizados. Afinal, eles servirão de critério para a avaliação e seleção do seu cartão de crédito.

Taxa de anuidade

Uma anuidade nada mais é do que uma taxa de uso do cartão de crédito cobrada por cada banco. De modo geral, quanto mais benefícios o cartão oferece, maiores são as taxas cobradas.

Por isso, antes de assinar qualquer contrato, pergunte e descubra informações sobre este valor. Preste atenção às promoções e condições especiais, pois em alguns casos, podem confundir o cliente. Por exemplo, alguns bancos oferecem serviços de anuidade gratuitos durante o primeiro ano. No entanto, começam a receber pagamentos após o segundo ano, o que passa despercebido para muitas pessoas.

Cobertura nacional ou internacional

Não adianta economizar na anuidade do cartão de crédito se ele não atende todas as suas necessidades. É o caso dos cartões nacionais: são mais baratos, mas também têm limitações.

Por outro lado, como tem a taxa anual mais cara, é comum que alguns bancos tentem “empurrar” os cartões internacionais para todos os clientes. Entretanto, este cartão só é realmente útil para dois tipos de pessoas: aquelas que viajam com frequência para fora do Brasil ou fazem compras em sites estrangeiros.

Vantagens

O segundo ponto a considerar ao escolher um cartão de crédito são os chamados benefícios. Aqui, você também precisa prestar atenção. Afinal algumas funções são vendidas como vantagens, mas, na verdade, são itens obrigatórios.

Por exemplo, todos os cartões de crédito são aceitos em todo o país – portanto, essa não é uma vantagem exclusiva. Outra característica comum é que todos os cartões oferecem a possibilidade de parcelar a fatura.

Por essas razões, quando se trata de vantagens, é importante saber quais benefícios você espera em um cartão. Algumas pessoas dão prioridade à quilometragem, outras precisam de passagens grátis ou de um seguro de viagem e assim por diante.

No tópico 5, discutiremos os benefícios existentes em detalhes, certo? Fique ligado!

Banco

Ao contrário do que muitos pensam, você pode ter um cartão de crédito sem abrir uma conta corrente em banco. Nesse caso, a aprovação pode diminuir. No entanto, se você não quiser a abertura da conta, ainda é possível solicitar o cartão.

Em todo caso, a maioria das pessoas gostam de usar o cartão de crédito todos os dias. Portanto, antes de abrir uma conta no banco ao qual o cartão de crédito é aplicado, é importante estudar os tipos de taxas.

Como mencionamos, a primeira são as anuidades de cartão de crédito. Já a segunda é a taxa mensal cobrada pelo banco para manter a sua conta válida. Esse valor varia de banco para banco e depende do tipo de conta.

Além disso, existem algumas contas com taxas de gerenciamento mais baixas, como as universitárias, e contas com preços mais altos, como as corporativas.

Outra chave para escolher um banco é a oportunidade de negociar a taxa de anuidade do cartão. Qualquer pessoa que tenha uma conta ativa no mesmo banco há vários anos e mantém um saldo positivo pode negociar com o gerente. Portanto, considere e avalie com cuidado o valor das taxas antes de mudar de banco.

Bandeira do cartão de crédito

A bandeira do cartão de crédito corresponde à empresa emissora do cartão. Ao contrário do que acontecia no passado, hoje isso já não é tão importante na escolha. Isso porque as principais marcas são aceitas em quase todos os lugares, como lojas, restaurantes e supermercados.

No entanto, vale a pena prestar atenção aos locais que mais frequenta e verificar quais as bandeiras aceitas. Atualmente, os principais emissores de cartões de crédito do mercado são: Visa, MasterCard, Elo, American Express, Hipercard, Hyper, Diners, Aura e Sorocred.

2.   Como utilizar o cartão de crédito para seu benefício?

Como todos sabemos, o uso indevido de cartão de crédito pode se tornar um vilão no orçamento. Portanto, forneceremos as principais dicas para o uso do cartão.

Anote todas as despesas

Usar uma planilha ou aplicativo para registrar todas as despesas que você gasta, não importa se você usa um cartão de crédito ou débito. Isso lhe dará uma melhor compreensão do uso do cartão no seu orçamento.

Se planeje financeiramente

Planejar finanças significa ter metas sobre como e onde investir. Por exemplo, você pode alocar 60% de suas despesas para contas domésticas e de alimentação, 20% de suas despesas de lazer, 10% de suas despesas para economias de curto prazo e 10% de suas despesas de longo prazo. Esses valores são uma sugestão, e o mais importante é se planejar de acordo com a sua realidade.

Não tenha muitos cartões de crédito

Não há necessidade de possuir vários cartões de crédito, pois isso apenas o ajudará a acumular dívidas. Por isso, escolha um ou dois cartões que atendam às suas necessidades e use-os de forma consciente.

Sempre tente pagar a fatura inteira

O pagamento mínimo é uma opção disponível em todos os cartões de crédito e geralmente equivale a 15% do valor da fatura. Porém, ao pagar o valor mínimo, o valor restante terá juros no mês seguinte, o que dificulta o pagamento. Portanto, tente sempre pagar a fatura total.

Defina os gastos no cartão de crédito

O ideal é que, antes de cada compra ou gasto, você já saiba qual a forma de pagamento vai utilizar. Dependendo de seus limites e objetivos de uso do cartão de crédito, pode não valer a pena gastar algumas despesas diárias com o cartão.

Às vezes é mais vantajoso manter limites para compras e parcelamentos de valores maiores. Mas tudo depende do seu plano. Portanto, faça seu planejamento financeiro primeiro e depois defina o que será gasto no seu cartão de crédito.

3.   Como usar o limite do cartão de crédito?

O limite do cartão de crédito é a quantia que você pode gastar antes de liberar a fatura. Por exemplo, você pode comprar até mil reais se o seu limite é de R$1.000,00.

É importante saber que esse valor inclui as parcelas. Quer um exemplo? Suponha que seu limite seja R$ 1.000,00. Você comprou R$ 300,00 e pagou em 3x. Agora, seu limite é de R$ 700,00.

No mês que vem, quando você pagar a primeira fatura de R$ 100,00, o limite será aumentado para R$ 800. No próximo mês, o seu limite passará para R$ 900,00 e assim por diante. Claro, isso considerando que você não fez nenhuma compra nova.

O cálculo do limite do cartão de crédito

O limite é calculado com base em vários fatores, como a sua renda e seus históricos bancário e de uso do cartão. Para quem nunca teve déficit, mas sempre paga dentro do prazo, geralmente pode solicitar aumento do limite de crédito.

4.   Quais são os tipos de cartão de crédito?

Nacional

Os cartões de crédito nacionais são usados ​​apenas no Brasil, com taxa anual e limite mais acessíveis. Inclusive, alguns oferecem vantagens, como programas de fidelidade. Por essa razão, o cartão é indicado para clientes que acabaram de abrir conta em um banco, possuem baixa renda e só compram em lojas nacionais.

Internacional

Os cartões de crédito internacionais podem ser usados ​​em outros países, mas a taxa anual e o limite são maiores do que o cartão de crédito nacional. O plano de relacionamento desse tipo de cartão vai acumular pontos e saques (com taxas) no exterior. Por isso, é ideal para quem viaja com frequência ou faz compras em outros países.

Co-branded

Também denominado “cartão de marca própria”, faz parte de uma parceria de marketing e vendas com o objetivo de fidelizar o cliente.

A principal característica é o logotipo e o padrão de cores da agência em questão. Além disso, o co-branding oferece aos seus usuários benefícios atrativos, como ofertas exclusivas, descontos progressivos em compras e clubes de milhagem aérea. Os exemplos mais comuns são: cartões da indústria automotiva, franquias de postos de gasolina, redes de varejo, etc.

Afinidade

É a participação conjunta de operadoras de cartões e organizações não governamentais. Dessa forma, trata-se de um cartão que estabelece conexões com clientes e entidades sem fins lucrativos, sendo que os usuários optam por cooperar com essas instituições, ainda que de forma indireta. Solicitação de cartões de crédito socioambientais – Fundação Amazonas e Fundação SOS Mata Atlântica (Fundação SOS Mata Atlântica).

Universitário

É igual ao cartão tradicional para pessoa física ou jurídica, mas também apresenta vantagens inéditas, como facilidade de pagamento, permitindo que o aluno parcele o valor total da fatura mensal. Para obtê-lo, basta comprovar algum vínculo com a universidade.

Considerando que a maioria dos alunos não têm renda e não podem trabalhar, alguns bancos emitem cartões sem comprovante de renda e não cobram anuidade.

Pré-pago

É semelhante a um plano de celular pré-pago, em que o cliente precisa pagar um determinado valor pelas despesas de consumo. O maior destaque é o controle preciso dos gastos. Por isso, os cartões pré-pagos são uma ótima opção de cartão de crédito para negativado e precisa solicitar um cartão de crédito sem consultar o CPF.

Virtual

Os cartões virtuais são a tendência atual, para quem gosta de fazer compras online. O objetivo é garantir maior segurança nessas transações, pois podem ocorrer fraudes na utilização de cartões na rede. Além disso, essa categoria também permite que os consumidores comprem produtos em lojas online estrangeiras, mesmo sem cartão de crédito.

Os cartões virtuais não existem fisicamente. No entanto, são tão reais quanto outros métodos de pagamento, exceto pelo fato de permitirem que várias transações sejam executadas na rede de maneira segura.

Cartão institucional
De forma geral, o banco emite o cartão institucional no momento da abertura da conta. O limite depende do saldo em sua conta e de outros produtos do contrato. Além disso, esse grupo inclui os cartões múltiplos, que possuem as duas funções: crédito e débito.

Cartão corporativo
O cartão adquirido pela empresa e fornecido aos seus funcionários acarreta despesas por conta da empresa. Esse tipo de cartão simplifica a gestão do caixa da empresa, pois evita procedimentos de reembolso e prestação de contas. No entanto, apenas alguns emissores oferecem esse método.

5.   Quais são as vantagens dos cartões de crédito?

Como já citamos ao longo do guia, as vantagens dos cartões de crédito não são importantes apenas para a escolha de um cartão, mas também para que os usuários aproveitem ao máximo.

Abaixo mostramos as principais vantagens que os clientes de cartão de crédito buscam. Veja o que são, determine suas preferências e veja algumas maneiras de aproveitá-los.

Programas de fidelização

O programa de fidelidade do cartão de crédito é um clube de vantagens. Dessa forma, você tem direito a benefícios exclusivos, como ingressos gratuitos para filmes, espetáculos de teatro e jogos de futebol.

Cobertura internacional

Nem todos os cartões de crédito são aceitos ​​em todo o mundo. Na verdade, os cartões de anuidade mais baratos geralmente costumam ter a cobertura nacional, enquanto as anuidades internacionais são mais caras.

Porém, para quem gosta de viajar e precisa usar o cartão no exterior, a cobertura internacional passou a ser o conteúdo básico da escolha desse serviço.

Seguros de viagem

Para clientes que viajam para o exterior, alguns cartões oferecem vantagens. Por exemplo:

  • Assistência médica de emergência no exterior;
  • Recuperar bagagem perdida;
  • Assistência em viagens;
  • Assistência a acidentes; e
  • Situações de emergência.

Dependendo da frequência de suas viagens, esse tipo de benefício pode te ajudar a economizar muito. Com ele, você se livra de outros seguros de saúde quando viajar para o exterior, pois a agência de imigração costuma considerar o seguro viagem como seguro obrigatório. E, claro, também pode proteger a sua saúde.

Programas de milhas

Quem não gosta de viajar sem gastar dinheiro?!? Não é à toa que o programa de milhas é o benefício preferido de muitas pessoas que usam cartões de crédito de forma séria.

Afinal, você acumula pontos e pode trocá-los por passagens aéreas. E, se quiser, também pode trocá-los por outros produtos, como eletrodomésticos ou roupas, embora na maioria dos casos essa troca seja menos favorável.

Se essa for sua prioridade, preste muita atenção aos pontos fornecidos por cada cartão. Por padrão, esse cálculo é feito em dólares americanos e depende das cotações da moeda. Então, a diferença de um cartão para outro pode ser enorme! Por exemplo, alguns cartões ganham 1 ponto para cada dólar gasto, enquanto outros ganham 2,5 pontos para cada dólar gasto.

Assistência residencial

Você sabe quando há um pequeno problema em nossa casa (por exemplo, na parte elétrica ou hidráulica), mas não há tempo para resolvê-lo? Em alguns casos, o cartão de crédito pode ser o seu aliado.

O auxílio-residência é um benefício que nem sempre existe no cartão de crédito. No entanto, em alguns casos pode ser muito útil, uma vez que permite usufruir de determinados serviços em casa. Aliás, dependendo da situação, também pode cobrir acidentes residenciais, equipamentos queimados por raios e até seguro contra roubo.

No entanto, as condições variam de cartão para cartão. Portanto, antes de assinar o documento, certifique-se de confirmar os dados do contrato e tirar dúvidas.

Assistência para veículos

Tal como acontece com a residencial, a assistência de veículo pode ser de grande ajuda em situações de perigo. Isso inclui um conjunto de benefícios que são muito úteis quando se depara com problemas com o carro.

Alguns exemplos desses serviços são:

  • Reboque;
  • Assistência mecânica e elétrica;
  • Chaveiro;
  • Serviço de vidro;
  • Reserva de um carro em caso de acidente;
  • Troca de pneus.

Doações para entidades carentes e instituições diversas

Além dos benefícios para os próprios usuários, alguns cartões de crédito também oferecem benefícios para organizações, como ONGs, associações e times de futebol. Nesses casos, o banco transfere parte da anuidade como doação.

Portanto, o preço de cartões que contam com esses benefícios pode ser superior ao dos concorrentes. Entretanto, para quem tem dinheiro sobrando, pode ser uma forma muito simples e prática de fazer o bem.

6.   Cartão de crédito Black, Gold ou Platinum?

Como já dissemos, a melhor maneira de saber qual cartão escolher para você é definindo as suas necessidades. Por meio desse processo, você pode atender os seus objetivos e, ao mesmo tempo, reduzir as chances de se endividar. Por isso, conheça a diferença entre eles para saber qual o melhor para você.

Cartão Gold

Para pessoas com renda mínima de mais de R$2.000, o cartão de crédito Gold permite compras no exterior, e a sua anuidade gira em torno de R$300. Entretanto, vale lembrar que essas condições podem mudar de acordo com o banco emissor. Os benefícios mais comuns são:

  • Aluguel de veículos;
  • Saque de emergência;
  • Garantia estendida original;
  • Proteção de compra e de preços;
  • Cartão de emergência.

Cartão Platinum

A renda mínima exigida costuma variar entre R$ 5.000,00 a R$ 6.000,00, e sua taxa anual é de aproximadamente R$ 450,00. No entanto, quando se trata de valores, pode haver diferenças entre os bancos.

O cartão de crédito Platinum tem mais benefícios do que o Gold, em especial para as pessoas que viajam com frequência.

As vantagens mais comuns são:

  • Concierge;
  • Programa de fidelidade;
  • Aluguel de veículos;
  • Proteção de preços e de compras;
  • Substituição de cartão de emergência;
  • Atendimento exclusivo.

Cartão Black ou Infinite

A renda mínima para a obter o cartão de crédito Black pode variar entre R$ 15.000,00. Já a sua anuidade muitas vezes gira em torno de R$ 1.200,00. Para adquirir esse cartão, o banco responsável precisa enviar um convite.

Por essa razão, pessoas com maior poder aquisitivo possuem esse tipo de cartão.

Algumas das vantagens mais comuns são:

  • Proteção de compra;
  • Proteção de preços;
  • Serviço de concierge;
  • Atendimento exclusivo;
  • Boingo Wi-Fi;
  • Diferenças entre hotéis e resorts;
  • Seguro de aluguel de veículos;
  • Priority Pass;
  • Priceless Cities;
  • Carta Schengen;
  • LoungeKey 

Lembre-se de que esses benefícios podem mudar de acordo com a bandeira do cartão de crédito.